Groovin Mood entrevista: Coletivo 3 Estrelas

A cena de música jamaicana em SP tem crescido vertiginosamente (graças a Jah!). Com essa ascensão, diversos coletivos tem surgido, cobrindo todo o mapa da cidade: zona norte, zona leste, centro, zona oeste e também a zona sul, nesse caso mais precisamente o Capão Redondo, casa do Coletivo 3 Estrelas, que é formado por Wesley Ghettinho, Kelvin Sousa, Jah Vinnie e Tiago Alves. Pra ficar por dentro da agenda do coletivo, curta a página deles no Facebook (clique aqui).

O Tiago conversou com o Groovin Mood e contou um pouco mais do trabalho que eles desenvolvem, além da sua visão sobre o cenário musical específico aqui na nossa querida e caótica São Paulo.

(por Dani Pimenta)

539144_313189032144197_1478533548_n

Tiago (no mic) e Ghettinho

Groovin Mood – Quem faz parte do 3 Estrelas? Todo mundo é do Capão Redondo?
Tiago Alves – Wesley Ghettinho, Kelvin Sousa, Jah Vinnie e eu. Somos todos do Capão Redondo, mas quem mora no Jd. 3 Estrelas é o Wesley Ghetto.

Groovin Mood – Como surgiu a ideia de criar o coletivo e por que?
Tiago Alves – Bem no início de tudo, das festas, era só o Wesley quem se responsabilizava, daí eu comecei a somar junto, e vimos que a festa estava crescendo. Em 2012 eu lancei a ideia para o Ghettinho de montarmos um coletivo para somar na seleção e no carreto também, até na intenção de trazer outros sounds da cidade para participar, já pensando no crescimento das festas, afinal só com união fazemos a força. Esse é o nosso pensamento desde o início: união.

Groovin Mood – De que outros projetos os integrantes do 3 Estrelas fazem parte hoje em dia?
Tiago Alves – O 3 Estrelas tem duas festas, uma fechada e uma de rua. Além disso, eu faço parte do Resistência S.S e o Jah Vinnie é do Secilians Sounds.

(no vídeo abaixo, da Plongee Filmes – muito bacana aliás-, Tiago e Wesley falam sobre o Coletivo e as festas)

Groovin Mood – Como são as festas na rua e as festas no bar que vocês promovem? Como vocês veem esses eventos?
Tiago Alves – As nossas festas começaram por diversão, com a intenção de promovemos esses eventos para encontrar a galera e eles trazerem mais amigos, e assim a festa foi crescendo. Agora nosso objetivo é só crescer, ir comprando discos forever (risos), e logo mais teremos mais surpresas!
Vemos tudo isso como um evento para promover a cultura do sound system, apresentar músicas que a rádio não toca e que você só escuta no Youtube e olhe lá. Até então poucos somavam com a gente de verdade, inclusive já chegaram a cobrar preços abusivos para vir tocar conosco. Pensamos que quem soma com a gente, assim como quando somamos com outros sounds, automaticamente promove o seu próprio sound system. Como eu disse antes a união só fortalece, e enxergamos isso como um encontro de cultura na Quebrada, unindo o povo do Capão e trazendo gente de fora, coisa que poucos quiseram fazer conosco, mas quem fez sabe e não há necessidade de citar nomes.

Groovin Mood – O que vocês esperam da cena paulistana de reggae hoje e no futuro?
Tiago Alves – MAIS UNIÃO e menos nariz empinado. Já convidamos muitos pra tocar com a gente ou para somar no sound e já escutamos muitos “não”, talvez por não sermos muito conhecidos ou mesmo por sermos do gueto. Infelizmente tem quem se recuse a vir tocar aqui por ser favela, o que é uma grande pena, mas como estamos começando agora quem somos nós para falar, não é? Já escutei que temos que nos “achar” menos, mas este é um erro, nós não nos achamos! Simplesmente temos o respeito de quem frequenta nosso rolê e de quem toca com a gente, e esperamos o mesmo de todos na cena de Sampa, afinal só estamos começando. Quem começa espera mais humildade e informação de quem é pioneiro, então é o que esperamos de quem já está aí há mais tempo.

Ghettinho no mic

Ghettinho no mic

Groovin Mood – Mande aí seu recadinho maroto pros leitores do blog.
Tiago Alves – Salve galera! Espero todos vocês em nossas festas, venham sentir o calor do ghetto, estaremos sempre de braços abertos a receber todos! Do Ska ao Dancehall, sem desmerecer nenhuma pessoa ou nenhum gosto!!!

(Nota do blog: recomendamos a festa do 3 Estrelas. Estivemos na última, que rolou no final do mês de maio, e a vibe realmente é sensacional, com muita animação, todo mundo cantando, dançando, suando e se divertindo. Cola que é sucesso!)

Advertisements

11 thoughts on “Groovin Mood entrevista: Coletivo 3 Estrelas

  1. Realmente é preciso ter HUMILDADE pra chegar no topo! Muitos acham que são melhores por ter aparelhagem de primeira,”nome” mas o que conta realmente é como tudo isso é ultilizado! Admiro o projeto de levar a cultura pra favela,informar as pessoas..mostrar música boa de verdade e fortalecer a cultura Regueira que hoje em dia muitos taxam como marginalidade.
    Parabéns ao 3 Estrelas e continuem brilhando e divertindo a galera nas festas.

  2. Nuff Raspect a esse coletivo especialmente ao Thiago e Ghetto!!!! uma estrela cai e outras sobem… GWAN STARS!

  3. Pingback: Capão Posse convida Groovin Mood (Dani e Lovesteady) + Rude Sistah! |

  4. Pingback: Agenda da semana – 23 a 29/08/2013 |

  5. Pingback: Agenda da Semana – 30/08 a 05/09/2013 |

  6. Pingback: Agenda da Semana – 06/09 a 12/09/2013 |

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s