Discos de vinil: dicas básicas de como conservar

Compra um LP ali, um compacto aqui, um 10” acolá… Quando a gente percebe, gavetas, prateleiras, chão, estante, tudo está tomado pelos discos da nossa coleção. Mas será que é esse tipo de tratamento que as amadas bolachas merecem? É claro que não, né?! Mesmo que você tenha pouco espaço em casa, dá perfeitamente para guardar e conservar os seus discos de vinil, e prolongar “eternamente” a vida daquele blank precioso, daquele original press raro, ou mesmo daquele LP que custou baratinho ou que foi herança de alguém da família, mas que você ama tanto quanto todos os outros da coleção e abre um sorriso toda vez que ele vai pro prato da vitrola. Existem diversas técnicas, truques & mandingas para a conservação dos vinis, e aqui falaremos dos mais básicos e essenciais.

(por Dani Pimenta)

Como deixar os seus discos smart & clean?

Como deixar os seus discos smart & clean?

Armazenamento dos discos: onde e como guardar

Quantas e quantas vezes a gente escuta alguém dizer: “ah, eu tenho um monte de discos que herdei do meu pai, eles ficam empilhados em um canto da minha casa” e sente aquela pontada no coração? Primeiro erro fatal no armazenamento dos seus discos: EMPILHAR. Isso pode empenar, entortar e até mesmo quebrar o material. A maneira correta de guardar é na posição vertical, com os discos “em pé” e com a abertura da capa virada para a parede (ou para o fundo da estante) sempre que possível, diminuindo o fluxo da entrada de pó. Evite lugares úmidos e que recebam a luz solar, pois o calor, a umidade e os raios solares danificam a superfície dos vinis.

É importante também a utilização de plásticos externos para a conservação da capa. Se o disco que você comprou já estiver com a capa meio detonada, faça as emendas necessárias com durex transparente (com bastante cuidado) e só daí coloque o plástico protetor. Existem no mercado embalagens para discos de todos os tamanhos. No caso dos compactos, é comum que eles venham com uma capa branca genérica de papel fino, chamada sleeve. Em muitos casos ela é bastante frágil e rasga à toa, deixando o disco desprotegido. Por isso, tenha sempre um estoque de plásticos para compacto e também de capas para fazer a substituição caso eles ou elas rasguem por algum motivo.

Limpeza dos discos: cuidado com o que você usa!

E quando os discos estão empoeirados, engordurados ou com alguma sujeira mutante-desconhecida-alienígena, o que dá pra fazer? Caçando pela internet, a gente vê uma infinidade de técnicas e produtos que se dizem eficazes na limpeza: Bom Ar, cola branca, limpador de vidros, álcool mineral, metanol, fluídos próprios para limpeza, entre outras coisas.

Tudo organizadinho, limpinho e bonitinho ;)

Tudo organizadinho, limpinho e bonitinho 😉

Mas ao que tudo indica, o trio detergente neutro + água destilada ou filtrada + esponja de espuma macia (similar ou ainda mais macia que a presente no “lado amarelo” da bucha de lavar louça) é ainda o jeito mais eficiente de lavar os discos. Dilua bastante o detergente na água, embeba a esponja e passe com muito cuidado e delicadeza na direção dos sulcos, retirando os resíduos. Depois, é só enxaguar com água destilada ou filtrada (a água de torneira pode conter partículas que tendem a danificar o disco), tomando cuidado para não molhar o selo, que pode derreter. Deixe-os secar em pé, naturalmente (se não tiver espaço para apoiar os discos, um escorredor de pratos pode ajudar). Depois de totalmente secos, é só guardar.

Você conhece alguma técnica inovadora – especial – eficaz – incrível de limpeza dos discos de vinil? Manda pra gente nos comentários!

Advertisements

2 thoughts on “Discos de vinil: dicas básicas de como conservar

  1. eu concordo com a lavagem com sabado neutro, agora se o vinil estiver muito sujo, com bolor, fungos, aprendi a tecnica da cola branca no japao e realmente é muito bom, basta passar uma camada grossa de cola dos dois lados do vinil, evitando o rotulo de papel, esperar secar 12hs, dar outra mao de cola e esperar secar no minimo mais 12 hs, ai é só ir puxando a cola, que sai como uma fina pelicula, com toda a sujeira, fungos, etc. Se tiver medo ou duvidar desta tecnica, tente antes com um LP ou compacto bem velho.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s